Nutrição esportiva // 21 jan 2016

Veja 5 combinações de café da manhã pré-treino fáceis e baratos de preparar

Autor Imagem Por Giselli Souza

Há quem defenda o treino em jejum, mas como eu faço parte da turma que acorda morrendo de fome, a alimentação pré-treino pra mim é fundamental. Ao longo dos anos, sempre com a orientação de nutricionistas, fui conhecendo alimentos, testando nos treinos e vendo o que funcionava. Neste post, escolhi as combinações as quais fui evoluindo ao longo dos anos, sempre com a missão de equilibrar a necessidade dos nutrientes com a balança. O ideal é que você converse com a sua nutri para adequar a sua necessidade (seja de emagrecer, ganhar músculos, performance, etc) ao seu organismo.

Os sucos eu sempre prefiro os naturais. Mas, na correria, escolho também os integrais de caixinha, sem açúcar, das marcas do Bem, JuXX e Natural One. São mais caros, mas são realmente de fruta (esqueça néctar e sucos com adoçante).

pao-francesNo início

  • Pão francês, manteiga e suco de laranja

Calorias aproximadas: 140 kcal (pão francês com manteiga) e47 kcal (por 100 ml de suco de laranja)

Por que eu escolhi: Iogurte e queijo nunca me fizeram bem. Sentia enjoo e vontade de ir ao banheiro logo depois do treino. O pão, embora eu sempre tenha sido uma amante de integrais, descobri tempos depois que também soltava meu intestino e me dava vontade de ir ao banheiro. Seguindo a indicação da nutri na época, optei pela versão normal, com a manteiga para dar aquele gostinho e o suco de laranja para ter energia a mais para treinar.

Nos primeiros longos de 15km

  • Bisnaguinha, geléia sem açúcar e suco de laranja

Calorias aproximadas: 127 kcal (por duas unidades) e 47kcal (por 100ml de suco de laranja)

Por que eu escolhi: A bisnaguinha foi a que caiu melhor para mim depois que eu enjoei do pão francês e a geléia Dalfour foi uma recomendação de uma nutricionista que eu nunca mais larguei. É feita com ingredientes da própria fruta e todos os sabores são incríveis. O suco de laranja ajuda sempre a dar um gás, especialmente nos treinos mais longos.

geleia-dalfour

Nos treinos de musculação

  • Nesfit com leite desnatado e frutas vermelhas

Calorias aproximadas: 108kg (meia xícara) com mel e amêndoas (é o melhor)

Por que eu escolhi: Pela praticidade. Na época, foi uma indicação da nutricionista por equilibrar os carboidratos com proteínas do leite, necessários para os treinos de fortalecimento muscular. Ele super me saciava e me ajudou bastante no processo de emagrecimento.

Nas primeiras maratonas

  • Suco de laranja com beterraba e cenoura e sanduíche com pão integral e queijo branco

Calorias aproximadas: 200 kcal (só o suco) + 150 kcal (só com o sanduíche)

Por que eu escolhi: Os primeiros treinos longos de 30km pareciam intermináveis, assim como a minha fome, igualmente insaciável. Demorou para eu acertar o café ideal, que não me desse fome no meio do treino e essa foi a combinação que mais se encaixou nos longões de sábado, por justamente balancear as proteínas e carboidratos necessários para o treino.

NesfitNo início da dieta paleo

  • Tapioca com banana e canela + suco de uva integral

Calorias aproximadas: 240kcal + 120 kcal (do suco)

Por que eu escolhi: Quando estabilizei no peso, passei a adotar uma dieta que priorizasse o consumo de proteínas em vez de só carboidratos. Além de me sentir super bem nos treinos, percebi aos poucos uma mudança bacana no corpo, com ganho de músculos e melhor contorno corporal (comecei a perder as sobras laterais, a conhecida pochete).

tapioca-banana

Atualmente

  • Suco com vegetal + crepioca (2 colheres de tapioca + clara de ovo)

Calorias aproximadas: 300 kcal

Por que eu escolhi: além da saciedade, a combinação me trouxe mais disposição e força para os treinos (especialmente graças ao ovo). O corpo também  agradeceu e respondeu com maior definição dos músculos e diminuição da pochete. Os sucos eu revezo entre as versões detox (couve manteiga, água de coco, abacaxi, gengibre ou laranja, beterraba e cenoura).

suco-detox-pronto-deixar-barriga-seca-57950
Vale lembrar quem entre a primeira e a última escolha de café da manhã deste post se passaram quase nove anos. É lógico que  você poderá adotar qualquer uma das opções a qualquer momento, porém o ideal é você conversar com a sua nutricionista para que essa transição seja feita de forma lenta, de uma forma que você não desista e se jogue no primeiro salgado de padaria que encontrar.

Não existe melhor ou pior dieta do mundo. O que existe é o que funciona para você. Por isso, não economize em consultar uma profissional e jogar o mas limpo possível, falando das suas gulas, dos alimentos que ama de paixão e aqueles que você ama, mas quer abrir mão porque sabe que não te fazem bem. O equilíbrio é a chave para a conquista de uma jornada saudável em tudo (na cabeça, corpo e na corrida).

Bons treinos.

Veja mais!

7 COMENTÁRIOS

Comentários fechados.