Treinos e Provas // 03 abr 2018

DC na Physio Institute: como a avaliação baropodometria pode ajudar a correr melhor

Autor Imagem Por Giselli Souza

A convite da Physio Institute, comecei um protocolo de tratamento para tratar as minhas lesões crônicas e trabalhar especialmente a prevenção. Como corro há 13 anos, acumulei ao longo de todo esse tempo vários problemas chatos, que comprometeram bastante a minha performance, mas também a minha qualidade de vida no esporte.

Como tenho frouxidão ligamentar no tornozelo direito desde os tempos que praticava patinação artística na adolescência, acumulei vários entorses que não foram tratados de forma adequada e se tornaram um verdadeiro calcanhar de Aquiles.

giselli_souza-2107

Tive canelite em 2010, fratura por estresse na tíbia em 2011 e em 2015 r0mpi totalmente dois ligamentos. Desde então, adquiri uma fraqueza muscular na panturrilha, tive síndromes no trato iliotibial e instabilidades no quadril que têm me incomodado bastante a ponto de nunca mais ter saído da fisioterapia. Detalhe: sempre fiz musculação. Não com uma frequência assídua, mas ao menos duas vezes por semana.

Mesmo com todos os cuidados, no ano passado, após a maratona de Nova York, caí na rua e rompi novamente o pouco que havia sido consolidado na ruptura anterior do ligamento. Doeu horrores e me custou ainda mais sessões de fisioterapia.

Com todo esse histórico, quando recebi o convite da Physio Institute e aceitei foi com a expectativa de realmente por um ponto final neste ciclo de lesões para eu realmente ter qualidade de vida. Até porque, vamos combinar, né, divas? Treinar com dor é um saco.

Physio Runner Prevention Avaliação Baropodometria

O primeiro passo é fazer esse exame, que avalia todas as alterações biomecânicas, funcionais, desequilíbrios e desalinhamentos do corpo.

Sobre a questão da pisada, que muita gente me pergunta, como eu já falei diversas vezes aqui, para a avaliação realmente ser completa e precisa ela deve ser feita sempre por um fisioterapeuta.

Hoje, o resultado do meu exame deu que o meu pé direito é pronado e o esquerdo supinado. É interessante perceber que há alguns anos o meu pé era neutro e ao longo das lesões e dos anos de corrida a minha pisada acabou mudando. Se isso é normal? Sim, com certeza, ainda mais com o histórico de lesões que eu tive ao longo de todos esses anos.

Eu e o meu fisioterapeuta Murilo Curtolo, que me acompanha na Physio Institute

Eu e o meu fisioterapeuta Murilo Curtolo, que me acompanha na Physio Institute

Para vocês entenderem melhor isso, fiquem de olho nas nossas redes sociais que na quinta-feira eu vou fazer uma entrevista com o meu fisioterapeuta Murilo Curtolo sobre o assunto 🙂

No exame, você faz com várias luzes para identificar todos os ângulos da passada e do corpo. Assistam no stories do nosso instagram para vocês verem o exame sendo realizado na prática.

Aqui vão as conclusões do fisioterapeuta com base no exame:

Diminuição bilateral da flexão de quadril durante a fase de contato inicial, possivelmente por erro de técnica de corrida (sugiro treino de correção postural na corrida)avaliação-fisio
Diminuição bilateral da flexão de quadril durante a fase de contato inicial, possivelmente por erro de técnica de corrida (sugiro treino de correção postural na corrida)

corrida2
Diminuição da extensão de quadril esquerdo durante a fase de apoio terminal, possivelmente por erro de técnica de corrida. (Sugiro treino de correção postural na corrida).

avaliação-fisio
– Inclinação anteroposterior de tronco variando abaixo da normalidade do lado Direito:
– Aumento bilateral da inclinação pélvica durante a fase de apoio médio, possivelmente por deficiência ou falta de controle da musculatura de abdutores e rotadores laterais de quadril (sugiro fortalecimento da mesma e treinamento de conscientização pélvica).
– Moderada Inclinação lateral de tronco, com assimetria entre os lados (Δ= 13º) – Observa-se varismo bilateral de joelho simétrico entre os membros inferiores.
– Retropé do pé direito com valores de eversão abaixo da normalidade durante o apoio médio da corrida, sugerindo uma pisada do tipo Supinada. Retropé do pé esquerdo com valores de eversão dentro da normalidade durante o apoio médio da corrida, sugerindo uma pisada do tipo Neutra

pisada

Exercícios de correção e tratamento

Semanalmente, vocês vão poder acompanhar pelas redes sociais do Divas que Correm a minha evolução nos exercícios posturais, de correção, no tratamento das minhas lesões e, é claro, na melhora da minha corrida.

O objetivo maior aqui, sinceramente, não é somente ganho de performance, mas a longevidade no esporte. Sabe aquele papo de correr até a velhice? Essa é a minha meta.

Se você achou o exame interessante e a proposta da Physio Institute também, aqui vai uma boa notícia: para quem acompanha o Divas que Correm eles oferecem descontos de 10% no plano trimestral e 15% no plano semestral para os programas Runner e Physio, que são esses mesmo que eu estou fazendo.

Para ter acesso ao desconto basta utilizar o código “giselliphysioinstitute”. Escreva nos comentários o que você achou do exame e também as suas dúvidas sobre o assunto.

Bons treinos!

Conheça os looks Divas que Correm
Compre na Netshoes com 15% de desconto em toda a linha running
Treine com o pelotão DC presencialmente na Run&Fun ou à distância pelo SöuRun 

 

 

Veja mais!